Livro

Capa do Livro

Título: DO SUSTO AO SUCESSO – HERPES GENITAL & RELACIONAMENTOS
Autor:  Eduardo Rosadarco
Páginas: 137
Formato: digital (livro eletrônico)
Arquivo: PDF
Tamanho: 1MB
Preço: de R$29,90 por R$22,90
Língua: Português – BR

Como comprar:

  • Opção pelo PayPal, com cartões de crédito, e download imediato.
  • Opção pelo PagSeguro UOL, com boleto bancário,e entrega do livro por e-mail assim que o pagamento for confirmado.

Porque este livro é diferente das outras coisas que você encontra por aí?

  • Este livro é escrito por uma pessoa que realmente têm e conhece esta doença e convive com ela por mais de 17 anos.
  • É uma coletânea de toda a experiência que acumulei nesse tempo e de tudo que aprendi, com informações corretas e confiáveis.
  • São 137 páginas divididas em 9 capítulos, escritos de maneira simples, como se fosse uma conversa, pois minha intenção é que os assuntos sejam facilmente entendidos.
  • Sua compra é sigilosa e sua identidade vai ficar segura. Eu sei o quanto isso é importante, acredite.
  • Não encontrei outra publicação em português com esse tipo de informação, nem mesmo traduzida.
  • Assim que você comprar este e-book, você poderá fazer instantaneamente o download do arquivo (em pdf) e imediatamente já poderá acessá-lo.
  • O arquivo é protegido com senha para que somente você tenha acesso ao conteúdo.
  • Você não vai mais precisar perder tempo navegando por inúmeros sites que mostram somente a “ponta do iceberg” sobre esta doença, ou pior, com informações completamente erradas sobre ela.

Para mais informações acesse o site:

www.dosustoaosucesso.com

154 respostas em “Livro

  1. eu li um pouco suas dicas no google e gostei muito e preciso adquirir seu livro.. tenho 20 anos sou músico e tenho herpes genital. contei pra minha noiva a 2 dias e ela falou que estar comigo para o que der e vier. fiquei frustrado quando descobri mas… a vida continua e com a ajuda de Deus e dela! pois só quero que só ela e eu saibamos disso

    • Que bom que vc contou à sua noiva e ela está lhe dando um grande suporte. No começo é uma fase mais difícil mesmo.
      Tenho certeza que vc vai encontrar muitas coisas que irão lhe ajudar no livro.
      Qualquer coisa me escreva.
      Abraços,
      Edu

  2. Acabei de receber o diagnóstico. Percebi uns carocinhos na minha vagina ontem e hoje corri ao gineco. O Dr. me deixou bem tranquila, disse pra eu lavar minha roupa separada das demais e que em 10 dias elas já terão sumido mas só depois que saí do consultório é que comecei a pensar em filhos, parceiro fixo, sexo sem camisinha… Penso também que Deus me livrou de uma doença pior, como a aids por exemplo. Não quero contar pra minha família =(

    • Olá Isabela,

      Não é por nada mas esse negócio de lavar a roupa separada é besteira!
      O vírus não resiste por muito tempo fora do nosso corpo e mesmo assim
      é completamente eliminado em uma lavagem normal de roupas.

      No mais, espero que você fique bem.
      Sei como é difícil receber o diagnóstico e se adaptar
      a essa nova realidade.
      Abraços,
      Edu

  3. Eduardo, vc diz no livro que teve várias namoradas depois de descobrir a infecção e que contou para todas elas. Alguma delas pegou a infecção de você? Comprei o livro, mas você não explica quais precauções tomava. Outra pergunta: além das namoradas, você contou para alguma parceira ocasional? Elas reagiram mal?

    • Olá Virgilio,

      Nenhuma pegou, senão eu com certeza eu ficaria sabendo.
      Inclusive… minha esposa não pegou até hoje também.
      Mas é claro, o risco sempre existe.
      Precauções importantíssimas:
      * nunca fazer sexo quando estiver com crises ou sintomas (nem mesmo com preservativo)
      * tomar antiviral supressivamente,
      * usar preservativo nas relações.
      * verificar os genitais antes do sexo.
      * Contar ao parceiro
      Qualquer coisa fora disso tem que ser consensual entre as partes pois o risco de transmissão aumenta!
      Ou seja … basicamente ser bem responsável com o assunto.
      Mas com certeza falei sobre isso no livro.

      Olha não sei se foi sorte com minhas ex-namoradas, mas nunca tive uma rejeição e término de relação por causa disso na hora que contei.
      Claro que no começo existiu uma preocupação e receio, mas com o tempo isso foi contornado.
      Porém, já recebi diversos e-mail de pessoas que compraram o livro e que infelizmente não tiveram a mesma sorte nos seus relacionamentos.
      Os meus namoros acabaram terminado por diversos outros motivos, mas sim, talvez tenha influenciado na decisão de alguma delas, mas isso só quando a relação já estava bem desgastada, eu acho.
      “Parceiras Ocasionais” nunca foram meu estilo, ainda mais depois disso.
      É claro que se você contar a uma pessoa sem envolvimento emocional tipo “one night stand”, com certeza você não terá uma boa reação.
      Abraços,
      Edu

      • Olá, tenho herpes genital e labial, a labial desde de criança, a genital a uns 6 anos. O curioso é que depois que tive a genital nunca mais tive a labial. transo com minha esposa a 5 anos, nunca me previni. e ela nunca soube e nunca apresentou qualquer sintoma. depois que passei a lavar com cloro e água oxigenada, os surtos diminuiram quase total, antes era 3 por mes hoje uma a cada 6 meses. vou comprar o livro no meu pagamento. creio ser muito util. obrigado pela atenção.

      • Oi Nick,

        Bem interessante isso. Talvez o fato de você ter criado anticorpos para o outro tipo do vírus
        tenha influenciado na reativação do tipo 1.
        É a primeira vez que eu fico sabendo disso.
        Porém, também é normal depois de alguns anos as crises diminuírem bastante de frequência.
        Pelo que sei, quando a pessoa já tem um tipo do vírus, ela cria uma certa resistência ao outro mesmo.

        Com a minha esposa é um caso bem semelhante, mas na verdade eu cuido bastante, principalmente com sintomas e crises ativas antes do sexo. Levamos uma vida normal e até hoje ela nunca apresentou nenhum sintoma também.
        Talvez a transmissão assintomática nos nossos casos tenha um risco bem baixo (?).
        Não dá para ter certeza… mas que continue assim não é!

        Abraços,
        Edu

  4. Olá Edu! Seu livro é realmente um amigo! Estou pensando em fazer o tratamento episódico, pois vou viajar e minhas crises estão acontecendo a cada 15 dias… tá estressante… na pagina 65 vc passa o tratamento episódico, porém fala do aciclovir de 400 mg e o de 800 mg, não fala do de 200 mg. Estou fazendo uma consulta na net para encontrar preços melhores e encontrei o de 200mg por um preço acessível ao meu bolso (R$ 9,00 cx com 25 comp). Daria para fazer o tratamento episódico com o aciclovir de 200mg? Fico no aguardo!

    • Oi Lia,

      Realmente a caixa com 25 por R$9,00 está muito barato!
      Eu nunca achei por este preço.
      Por aqui o mais barato era o Herpesil e está na faixa de R$35,00 a caixa com 25 comprimidos de 200mg. Engraçado que o genérico do aciclovir geralmente era mais caro do que ele.

      Pode usar sim o de 200mg para o tratamento, inclusive este é o que eu sempre usei. Porém use a dosagem indicada para ter um melhor resultado.
      Fiquei contente que você gostou do livro…
      Abraços,
      Edu

    • Boa noite Eduardo eu comprei seu livro pelo pag seguro e até agora não recebi estou ansiosa pra ler suas dicas … me mande assim que puder por favor.
      Obrigada!

      • Oi Claudia,
        Enviei o seu livro (e-book) por e-mail na terça-feira dia 11/fev.
        Por favor verifique se não foi automaticamente excluído para lixeira… dependendo da configuração de segurança do seu e-mail isso pode acontecer. Pode ser confundido com um “spam”.
        Mesmo assim, estou enviando novamente outra cópia para seu e-mail.
        Obrigado pela compra,
        Abraços,
        Edu

        PS: Por favor confirme se recebeu corretamente.

  5. Oi Edu, olha eu aqui novamente. Desculpe a insistência, vc disse que posso usar o de 200mg, porem qual a quantidade diária? São 3 ou 5 vezes ao dia? Fiquei com essa dúvida pq na pagina 58 diz 5 vezes e na página 61 diz apenas 3 vezes aos dia. Agradeço sua ajuda!

    • Oi Lia,

      Você pode verificar no livro que na página 58 é a dosagem recomendada para o primeiro episódio de herpes genital, na página 61 é a dosagem para quem quiser fazer o tratamento supressivo, já o tratamento episódico que você quer fazer está na página 65 (aciclovir 400mg 3 vezes ao dia por 5 dias – uma das dosagens recomendadas).
      Então se você está usando o de 200mg por comprimido, é só tomar dois de cada vez para dar 400mg.
      Mas preciso dizer aqui para você sempre deve ter acompanhamento médico para a prescrição de medicamentos… ok?
      Qualquer coisa pode me escrever diretamente para o meu e-mail:
      edu@dosustoaosucesso.com
      Abraços.

  6. Olá, vou comprar o livro assim que der também!
    tenho 19 anos, to bem assustada, com medo..porque descubri que tenho Herpes Genital, acho pelo fato de eu ser nova não consiga lidar com isso direito me olho várias vezes no espelho :/

    • Oi Lidiane,

      No começo isso é difícil para todos e isso é normal.
      Mas pode ter certeza que assim que você começar a aprender mais
      você vai ver que não é o fim do mundo como pode parecer.
      Algumas coisas mudam e agente tem que se adaptar mas dá para superar sim.

      Abraços,
      Edu

      • Obrigada pela sua atenção, fiquei impressionada como você consegue demonstrar confiança para todos. Obrigada mesmo.

        Abraços

  7. Oi Edu,tenho herpes genital a mais ou menos 1 ano,tenho crises a toda semana,tomo vitamina c diretamente pra equilibrar minha resitencia e antes eu fazia tratamento com o acilclovir de 200 ai depois passei pro de 400 que no caso eu tomo de 12 em 12 horas,eu tomo ate desaparecer os sintomas,mais depois volta,como tenho que fazer?Tenho que tomar o anti-viral direto?

    • Oi Léonel,

      Se você está tendo crises muito frequentes então acho que um tratamento supressivo é o mais indicado para você por um tempo. No tratamento supressivo agente toma o antiviral todos os dias sim.
      Mas preciso dizer que é importante você fazer uma consulta médica.
      Além disso, você pode tentar aliar para ajudar: controlar a alimentação, dormir bem, exercícios moderados, diminuir álcool e cigarro (se for o caso), evitar o máximo o stress e emoções negativas frequentes.
      Ou seja, tudo o que fortalece o seu sistema imunológico e o seu corpo em geral ajuda bastante em conjunto com os antivirais.
      Basicamente é isso aí.
      Abraços,
      Edu

  8. Olá, tenho herpes genital, mas o que me ocorre são apenas as bolhinhas, não sinto coceira, não tem vermelhidão, nem nada do tipo! Não contei pra minha família e estou fugindo de relacionamentos sérios, o que eu queria saber é se por contato passa, por exemplo, alguém me dedar, o vírus passa para a pessoa? Além disso, tem algum tratamento caseiro?

    • Oi Michaela,
      Nem sempre os sintomas que antecedem as crises aparecem.
      No meu caso, na maioria das vezes eu sinto as prodromes, mas
      já tive algumas crises em que as bolhas “surgiram” direto.
      # Se você estiver com uma crise e alguém te masturbar com os dedos,
      caso exista algum tipo de corte ou fissura no dedo, o vírus pode infectar sim.
      Por isso, a primeira regra para evitar a transmissão é:
      Nunca fazer sexo se estiver com uma crise presente, nem mesmo com preservativo.
      Seja nos genitais ou seja na boca (para quem tem herpes labial),
      tem que manter o local onde surge a herpes longe do parceiro até a crise passar.

      O tratamento convencional é feito com antivirais como o aciclovir.
      Tratamentos “caseiros” nem sempre são confiáveis, tem que tomar cuidado com isso.

      abraços,
      Edu

      • Edu! O que me deixa confusa é que eu só fiz sexo uma vez e eu ‘peguei’, além do mais as bolinhas que eu comentei nunca sumiram, nem nunca estouraram. Fui a uma ginecologista e ela me disse que não é herpes e sim uma alergia das papilas. Isso poderia acontecer?

  9. Oi Edu, descobri o herpes há 2 anos, sempre tive poucas crises e todas bem leves e rápidas, devido a doenças evitei relacionamentos sérios, mais agora estou em um relacionamento mais estável. Ele sabe da situação, gosto dele e não quero que ele sofra com esse mesmo problema, pelo fato de estarmos a algum tempo juntos eu e ele não queremos mais usar preservativos, mais fico com muuito receio de transmitir o vírus pra ele. Já adquiri o livro, mais gostaria de saber sua opinião. O que posso fazer?

    • Oi Jessy,

      Algumas coisas importantes para evitar a transmissão nesse caso:
      – nunca transar com o menor indício de crise ou sintomas, é claro.
      – sempre verificar os genitais antes do sexo para evitar alguma “surpresa”.
      – Foi comprovado que o tratamento supressivo com antivirais pode reduzir em até 50% o risco de transmissão.

      Não usar preservativos é uma decisão que deve ser tomada pelo casal, sabendo que mesmo sem sintomas ou crises, existe o risco de uma transmissão assintomática (sem sintomas). O risco é bem baixo mas infelizmente existe.

      Na minha opinião, para um casal que se gosta, a herpes genital não deve ser um motivo para se levar uma vida normal. É claro que devemos agir com responsabilidade tomar os devidos cuidados para diminuir o máximo o risco de transmissão.

      Sempre penso que viver é um risco… alguns valem a pena, outros não.

      Abraços,
      Edu

  10. Oi Edu, ando tendo com muita frequência o virus e acredito que aparece sempre depois que tenho relação sexual, o que será que posso fazer para que não ative o virus?

    Obrigada.

    • Oi Lidiane,

      Uma das coisas que você pode tentar é tomar antivirais (aciclovir por exemplo) de forma supressiva (todos os dias).
      Já aconteceu comigo também de notar que surgiu uma nova crise logo depois de fazer sexo. Especialmente se foi uma “maratona de sexo” heheeheh.
      Aliás, pelo que pude verificar nas minhas pesquisas, isso é uma coisa até certo ponto comum de acontecer para muitas pessoas e até é considerado um “gatilho” para reativar o vírus.
      Mas acho que você não deve se preocupar, não é sempre que isso acontece.

      Outras coisas que podem ajudar:
      – dormir bem e suficiente
      – tentar diminuir o stress emocional
      – evitar o cigarro e álcool e tentar fazer uma alimentação saudável
      – tomar vitamina c 3x por semana ou um suplemento de vitaminas.

      Mas não posso deixar de dizer para você conversar com seu médico também. Ele poderá avaliar melhor o seu caso específico.

      Abraços,
      Edu

  11. Oi Renata,

    Tenho herpes labial e genital, mas a que mais me incomoda é a genital ela aparece todo mês. Quando ela aparece tomo aciclovir de 400 mg 1 vez ao dia.
    Edu vc poderia me indicar como fazer para que diminuir esses episódios:
    Grata!!!!!!

  12. Ola, boa tarde. Estava sentindo, um prurido e ardência meio exagerados a mais ou menos uns 7 dias atrás e no 8 dia apareceu uma bolhinha, que eu achei que fosse devido ao atrito de estar coçando. E como já tive Candidíase a um tempo atrás achei que fosse isso. Mas, sou muito preocupada, então resolvi procurar minha medica, pra ela examinar. Foi quando ela me diagnosticou com a herpes, mas sem exame nenhum, só de olhar. Fiquei chocada, pq to com meu namorado a 3 anos e isso nunca aconteceu comigo e sempre fizemos sexo sem preservativo, pois eu tenho alergia ao látex e como eu tomava anticoncepcional, não vi problemas. A mais ou menos 4 meses atrás ele veio se queixar comigo de que estava sentindo muita coceira em seu pênis e que estava sentindo algumas bolinhas. Mas, me disse que era do calor, até pq ele trabalha numa empresa grande e de calça, botina e jaleco o tempo inteiro e como ele é gordinho, também achei que fosse por que do suor. Ele mesmo disse que ja havia tido antes, e sempre passa depois de uma semana. Ele não faz uso de nenhum remédio. Tivemos relações desde então normalmente, sem o preservativo. Quando foi quinta feira passada, surgiu essa bolha, como disse fui ao medico e ela me deu o diagnostico . Estou tomando o ACICLOVIR 200mg 3 vezes ao dia. Mas, já vi muitos comentários na internet, de pessoas dizendo que tem crises de uma em uma semana, de mês em mês. Por isso estou muito assustada, como vou levar minha vida se eu vier ter crises constantes ???? Como vai ficar minha relação sexual com meu namorado ??? ME AJUDA, POR FAVOR. ANDO MUITO PRA BAIXO COM MEDO DE ENTRAR EM DEPRESSÃO. SOU MUITO VULNERÁVEL, SEMPRE ME ENTRISTEÇO COM FACILIDADE. Eduardo me ajuda !

    • Oi Jaqueline,

      Pois é, seu namorado já tinha herpes genital a algum tempo mas não sabia, ou ficou com medo de te contar, e infelizmente você pegou.
      Mas é o seguinte… se você ler o meu blog vai ver que não está sofrendo sozinha. A maioria de nós, quando descobre isso, leva um grande susto e fica com o psicológico bem abalado.
      O que eu posso te dizer com confiança, e que sempre falo para todos, é que herpes genital não é o fim do mundo e é possível levar uma vida normal sim.
      Porém é claro que agente tem que se adaptar com algumas coisas e tomar alguns cuidados, mas de maneira geral, com o tempo você verá que não passa de um aborrecimento que aparece de vez em quando, um pequeno problema de pele o qual você não deve deixar atrapalhar a busca de sua felicidade.
      Abraços,
      Edu

  13. Olá Jaqueline, primeira dica… estressar só vai piorar… sei que não é fácil… mas a solução (por enquanto) é aprender a conviver com herpes. Vc já tem parceiro e pelo que descreveu ambos tem herpes… então ambos vão ter que aprender a conviver com os sintomas, as recorrências… sugiro que compre o livro do Edu, realmente muito útil. Estamos montando um grupo e os interessados tem deixado o e-mail para contato aqui no blog do Edu. Se desejar pode deixar o seu e-mail ou me add ao seu: clara-sou@hotmail.com

  14. Edu eu vi aquele vídeo que mostra o moço la do norte que ta fazendo testes numa nova pomada etç e tal, ele falo que e para passar quando aparecer .essas coisas, eu tava pensando, pelo que ele falo eu entendi, a pomada vaii fazer o mesmo efeito da pomada do aciclovir, toda vez que aparecer passa pomada, uai então da na mesma e mais facio eu fica tomando os comprimido, alem de prevenir as aparições. quando aparece vem muito fraca. vc viu o video

    • Oi Ricardo,

      A minha opinião sobre pomadas (inclusive as que tem antivirais) é que elas não adiantam muito. Prefiro tomar os comprimidos ,ou supressivamente ou de forma episódica quando sinto as prodromes, porque para mim funciona bem melhor.
      A absorção dos antivirais através de pomadas é bem pequena. Não digo que não ajuda, mas depois que saíu a crise aí já era. Eu acho melhor tentar algo para que a crise nem apareça.
      Att,
      Edu

  15. Ok .. Vou add .. Gente, ouvi falar muito de uma pomada chamada MURAZYME, que ela é realmente muito boa … Só que não a encontro em lugar nenhum .. Vc sabem onde vende ??

  16. Edu! O que me deixa confusa é que eu só fiz sexo uma vez e eu ‘peguei’herpes, além do mais as bolinhas que eu tenho nunca sumiram, nem nunca estouraram, nem doem. Fui a uma ginecologista e ela me disse que não é herpes e sim uma alergia das papilas. Isso poderia acontecer?

    • Sim, acho que sua médica está certa.
      As bolhas de herpes são bem características e tem um ciclo de cura bem definido. Ou seja, elas estouram e depois cicatrizam.
      Provavelmente essas bolhas que “não somem” devem ser outra coisa.
      Abraços,
      Edu

  17. Oi Edu, tudo bem? Você sabe se posso espalhar a herpes pra outros lugares, tipo dos lábios vaginais para dentro da vagina? Estou preocupada com isso porque meus sintomas não melhoram, mesmo já tendo sumido as vesiculadas a mais de um mês.

    • Oi Nina,

      A herpes genital pode aparecer em qualquer lugar da região genital, dependendo da ramificação nervosa por onde o vírus percorre do gânglio até a pele quando ele reativa.
      Por isso, se aparece em um lugar diferente na área genital, não quer dizer que você “passou” para outro lugar, simplesmente o vírus usou outro caminho.
      A autoinoculação é bem rara de acontecer fora de uma situação extrema. Seu risco maior é durante a primeira infecção quando os nossos anticorpos contra o vírus HSV ainda não estão muito bem estabelecidos.
      Olhe… acho melhor vc ir ao médico. Por que neste caso, em que seus sintomas não estão indo embora, só com um exame clínico para ter certeza.
      Geralmente, as crises de herpes tem um ciclo bem definido do tipo: prodromes > vermelhidão na pele > vesículas > cicatrização > curado.

      Abraços,
      Edu

  18. Obrigada Edu! Eu já nem sei mais o que fazer ou o que tentar, espero que os próximos exames determinem algo que possa me ajudar. Não aguento mais de dores e incomodo todos os dias. Parabéns pela ajuda que você dá a todos!

  19. Ola descobri q tenho herpes ha duas semanas, os primeiros dias foram muito dolorosos, feridas em carne viva, fui ao pronto socorro e o medico me receitoy aciclovir. Hoje ja estou melhor e as feridad praticamente sumiram, mas agora a mesma regiao coça muito, desesperadamente… Pesquisando na internet vi q coceira é um sintoma q ocorre antes de uma segunda crise, gostaria de saber se posso comprar o aviclovir com a primeira receita pois ate marcar um medico vai demorar, o ruim é q a farmaceutica assinou a receita qndo comprei pela primeira vez. Alem disso, coicidentemente estou ha dias sem evacuar e tendo q fazer força para fazer xixi q sai de pouquinho em pouquinho… Isso tem alguma relaçao? Estou sofrendo sozinha, pois nao tive coragem de contar pra alguem td dia isso me pertuba… Pretendo comprar seu livro pois ja penso como vai ser quando conhecer uma nova pessoa. Obrigada pela ajuda, li tdas suas respostas

    • oi Gabi,

      O para comprar aciclovir não necessita de receita. Você pode comprar sempre que precisar.
      Sobre o seu problema de não conseguir evacuar e fazer xixi direito, pode ser ainda reflexo da primeira crise que costuma ser bem mais forte, mas não posso ter certeza. Pode ser alguma outra coisa, então é bom você marcar uma nova consulta para o médico analisar isso.
      Gabi… no começo é a fase mai difícil… aguente firme… você vai superar sim.
      Qualquer coisa escreva.
      Abraços,
      Edu

  20. Boa tarde, edu. Tenho 27 anos e contrai herpes genital de um ficante há 1 ano e meio atrás e criei um bloqueio para ter novos relacionamentos porque acho que ninguém vai querer namorar comigo se eu falar a verdade. Sendo que agora estou me relacionando com um rapaz de 20 anos que está me pressionando de uma certa forma para transarmos sem preservativo e eu sempre arrumo uma desculpa, só que ele desconfia que eu esteja escondendo algo dele. Pensamos em namorar futuramente…. o problema é que não sei como contar e ele falou que até amanhã vou ter que contar esse segredo que guardo. o que faço? Já pensei em terminar com ele só para não contar, só que gosto dele. :(

    • oi Monique,
      Acho que se você quiser algo mais sério com ele você deve contar.
      Até porque não tem como ficar escondendo isso e arrumando desculpas pra sempre e também não seria justo com a outra pessoa.
      Se você acha que ele realmente gosta de você e não é só sexo, tem grande chance de ele não terminar.
      Claro que ele vai ficar meio assustado no começo, principalmente se ele não conhecer nada da doença, e é aí que você deve
      estar sabendo bem como explicar os principais pontos sobre esta nossa doença.
      Tente não se alterar muito emocionalmente e não demore muito para falar o que é, senão ele pode pensar em outra coisa.
      No meu livro tem um capítulo inteiro sobre como contar. Tem bastante coisa lá. Sem falar que tem tudo sobre os principais assuntos também, tais como, transmissão, tratamentos, sintomas etc…
      Espero que dê tudo certo para vocês.
      Até +
      Edu

    • Oi Ana,

      Se você já tem o vírus faz tempo, então você já tem anticorpos. Esses anticorpos já oferecem uma grande proteção. O cuidado maior no seu caso é para que se estiver com uma crise no momento do parto, então o mais aconselhável seria fazer uma cesariana para evitar o risco do contato com o vírus.
      É muito importante você contar ao seu médico ginecologista sobre a herpes genital… assim ele poderá acompanhar e cuidar do seu caso específico.
      Em relação a herpes genital e gravidez, o mais perigoso é quando a mulher adquire herpes genital durante os três últimos meses da gestação. Aí sim o risco é bem maior e a situação complica um pouco.
      Para maiores informações… meu livro tem um capítulo sobre isso.

      Abraços,
      Edu

  21. Oi Edu …….. infelizmente há 18 anos contraí essa doença do meu ex.marido , estou separada há muitos anos e nunca mais tive ninguém por medo , vergonha e tenho certeza que jamais ninguém vai entender. hoje eu vivo sozinha mais o que me restou dessa separação foi a minha filha que eu amo de montão. pelo anos que eu estou sozinha já me tornei virgem novamente . No começo eu tomava o remédio mas dps não tive mais dinheiro .Hoje eu estou tomando o remédio e uso a pomada , só que eu fiquei muitos anos sem tomar , agora que voltei a usar o remédio novamente. O que eu quero saber uma caixa de 25 comprimidos de 200mg eu tomo a caixa inteira ou tomo somente quando está com os sintomas . Bjs pra ti , e eu adorei este espaço pra desabafar. Boa noite

      • Bom dia Edu, eu quero tirar uma dúvida. A minha filha está com um caroço , mas esse caroço não estoura , ele é um pouco mole , e daí eu pergunto : Filha esse caroço ele coça, arde , e daí ela responde não mãe , mas eu fico muito preocupada . Teve um dia ele murchou , só que ficou com um pus zinho bem pequeno mas como a unha dela é grande estourou , e secou , agora o caroço voltou novamente do mesmo tamanho , do mesmo jeito , eu estou com medo de ser herpes , será que é? Outra coisa que eu queria muito te perguntar é: SE EU TENHO HERPES TODAS AS MINHAS COISAS TEM QUE SER SEPARADO , ASSIM: QUANDO VOU LAVAR AS MINHAS ROUPAS TENHO QUE LAVAR AS MINHAS PRIMEIRO , E DEPOIS DAS OUTRAS PESSOAS NÃO POSSO LAVAR JUNTO? tem umas semanas pra cá que eu estou muito preocupada , porque vou levar a minha filha numa dermatologista pra ver as espinhas do rosto dela e o meu medo é da médica passar o Roacutan pra ela tomar porque tem muita espinha. A questão é eu fico preocupada , muito pensativa aí o que acontece ? como eu tenho a herpes mas menino saiu tanto abaixo do umbigo até eu estou passada como saiu , ja comprei novos tubos de aciclovir , o remédio pra eu tomar , eu estou tomando 2 comprimidos um de manhã e outro á noite mas o negócio aqui tá crítico , nunca fiquei assim não , é a primeira vez. Eu acho é porque estou muito preocupada né ? Obrigada por me ouvir , fique com DEUS

      • Oi Ellen,

        – Não precisa lavar nada em separado. O vírus da herpes morre muito rápido fora do nosso organismo. E ainda com a ação de produtos de limpeza não fica nada dele.
        – Pelo que entendi, acho que você está preocupada se passou para a sua filha, mas a transmissão de do vírus se dá somente por contato sexual (especialmente com atrito pele-pele), salvo uma situação extrema do tipo colocar o dedo no fluido das bolhas logo em seguida tocar com ele em um machucado aberto.
        – mas é claro … leve ela no médico para ver o que é… só ele poderá analisar o caso específico dela e fazer um diagnostico correto.
        – Como vejo que você tem muitas dúvidas, recomendo o meu livro. No mais continue com o tratamento supressivo e tente se acalmar, vc vai melhorar em breve.

        Abraços,
        Edu

  22. Oi Edu…Passei a tarde de hoje lendo seu livro, por sinal muito elucidativo!!!Hoje é um daqueles dias em que se está “pra baixo”!!!!! Acho que hoje foi o dia certo para esta leitura!!!! Sei que ainda terei que fazê-la por várias vezes, mas me ajudou bastante!!! Seu alerta sobre informações e fotos chocantes que se encontram na net disponibilizadas por alguns sites é muito importante, lembro bem, quando há mais ou menos um mês fui diagnostica com a infecção primária, além das de todas as reações físicas e emocionais que todos passamos, ter começado freneticamente a visitar sites que tratavam da doença e ficava cada vez mais deprimida em ver aquelas fotos horrendas e em ler prognósticos terríveis!!!!! Me sentia muito mal, mas era quase que uma necessidade afirmar pra mim mesma, que a partir daquele momento, quase como uma punição, todos os meus planos e sonhos tinham ido por água à baixo. Lembrei, intuitivamente, de algumas aulas de biologia da época do ensino médio e me senti frustada. Eu estava ali agora!!!!! Passei a planejar a minha vida em função do herpes. A minha vida sentimental recentemente iniciada teria chegado ao fim!!!! Triste!!! No entanto, neste exato momento me sinto um pouco melhor…Acho que escrever aqui tem me ajudado…Percebi o tanto de energia tenho gasto nos últimos dias, nutrindo sentimentos como raiva, mágoa, culpa…Sei que eles não me levarão a nada. No tempo que tenho desperdiçado evitando o convívio com minha mãe e irmãos, que têm me provado a cada dia que amam apesar dos meus erros. O quanto tenho perdido tempo em tentar afastar meus amigos, e mesmo assim, não desistiram de estarem comigo. Só agora percebi o quanto sou importante pra tanta gente. Percebi,também, que esbravejar, gritar, ficar lamentando não vai adiantar nada!!!!! Apesar, de que agora, que li sobre os famosos “avisos” que a doença dar, e ter começado a achar que a pessoa em que eu confiei e que sempre dizia está tudo bem comigo!!! tinha conhecimento da doença e ainda sim optou por não fazer nada para evitar a transmissão, me traz muita tristeza, quase que como um daqueles pesadelos que se tem por dias a fio. Hoje passei a manhã pensando nas futuras crises, no grau de intensidade que terão, nas frequências em que surgirão, em todos os momentos em que me sentirei só,,,Sentir culpa é perturbador!!!! Conversando com alguém especial, não exatamente sobre herpes, mas que tem me ajudado, descobri que, a maior dificuldade que tenho de enfrentar agora, é a de me perdoar!!!!É REALMENTE, BEM DIFÍCIL!!!! Apesar de tudo, acho que a vulnerabilidade que essa doença me causou, também, me fez despertar!!!! Parece que estive vivendo por muito tempo em um mundo cor de rosa, onde mal nenhum me atingiria…Na verdade mesmo, não gosto nem um pouco de ter essa doença, aliás odeio tê-la, mas, o sentimento de negá-la não mudará em nada minha realidade e nem o fato de que terei que conviver com ela!!!! Ainda me sinto extremamente vulnerável, às vezes desolada, magoada, ferida, enganada, com o sentimento normal de que nunca mais vou conseguir ter outro relacionamento…Mas, acho que agora só tenho como opção tentar ficar bem e me fortalecer!!!! Vai ser bem difícil, mas não existem outras opções!!!! Sobre “ÂNCORAS” a lembrança de uma canção de Renato Russo foi quase que sinestésica…quando o mesmo afirma “… MAS, É CLARO QUE O SOL VAI VOLTAR AMANHÃ…ESPERA, QUE O SOL JÁ VEM…”!!!! Está aqui ,na companhia de todos tem sido uma terapia. Obrigada Edu, mesmo sem conhecê-lo, me sinto íntima e confortada!!!!!!!!! Boa a noite a todos.

  23. Ola edu,
    O aciclovir 400mg feito em farmacias de manipulacao tem efeito garantido? Irei comprar o seu livro agora mesmo. Recebi o diagnostico ha 4 meses e tenho crises de 15 em 15 dias mesmo tomando o aciclovir 400mg/dia. O desconforto,ardor e queimacao nunca passaram desde a 1 crise. Nao sei mais o que faco. Estou desesperado.

    • Olá,
      Se a farmácia for boa e fizer corretamente não vejo problema de usar o manipulado… dependendo fica até mais barato também.
      – crises frequentes são um saco mesmo. Sei bem como é isso. Mas esse ardor e queimação constantes não são muito normais.
      Geralmente os sintomas vão e vem em um ciclo definido.
      Na minha opinião, continue com o aciclovir, e tente aliar mais o seguinte:
      # vitamina C 3x por semana.
      # dormir bem e suficiente.
      # evitar alimentos com muita arginina.
      # tente controlar suas emoções negativas (isso é muito importante).
      # evite álcool e cigarro.
      # exercícios moderados.
      Mais detalhes no livro…
      Nessas horas tem que aliar de tudo para tentar acabar com essas crises frequentes.
      Espero que vc melhore… agente firme aí..
      Abraços,
      Edu

  24. Ola Edu,,,

    Muito bom o Livro, me ajudou muito com varias situações simples que antes do livro não eram tão simples assim.. recomendo….
    Gostaria que você verificasse esse produto Oxyfend
    esta se falando nele na net e inclusive tem um blog…

    Abraços

    • Oi Alaor,
      Obrigado pelo cometário sobre o livro.
      O Oxyfend é um produto antigo. Eu nunca usei porque não acredito no método de funcionamento.
      Mas como frequentemente me perguntam sobre ele, estou pensando em colocar um post com mais detalhes assim que eu tiver mais tempo.
      Abraços,
      Edu

  25. Começei o tratamento supressivo com o aciclovir há quase 1 mês, porém, não párei de ter crises. E o pior que essas crises estão durante esse mês sem dar sossego. Fico pensando se o remédio está reativando o vírus.
    Alguém sabe sobre essa possível reativação do vírus por estar tomando o aciclovir?

    • oi Patrícia,

      Eu posso garantir a você que o aciclovir não tem nada a ver com a reativação do vírus.
      Quando eu comecei o meu primeiro tratamento supressivo a muitos anos atrás, eu também tive uma crise logo em seguida.
      Fiquei bem desanimas pois achei que não iria fazer efeito em mim, mesmo assim eu persisti por mais um tempo e o resultado foi muito bom para mim. Eu até conto isso no livro.
      A minha sugestão é que você não pare o tratamento supressivo. Continue por mais um tempo para ver o que acontece.
      Att,
      Edu

  26. Muito Obrigada, Edu!!!

    Continuarei o tratamento, fé em Deus e em suas maravilhas, né?!

    Quero comprar seu livro, quando passa o cartão de crédito, na fatura vem o nome do livro? Gostaria de a compra ser anônima.

    Abraço

    • A compra é com privacidade… pode ficar tranquila.
      Na fatura só vem escrito “livro (e-book)” ou PayPal.
      Na compra do livro, tanto pelo PagSeguro como pelo PayPal, não aparece nada que identifica o assunto herpes genital, nem se for feita por boleto bancário ou na fatura do cartão de crédito.
      E toda a comunicação é feita somente através do e-mail que você mesma cadastra.
      O arquivo do livro que você irá receber também tem senha para que somente você tenha acesso ao conteúdo.
      Abraços,
      Edu

  27. aí vai uma dica pra quem tem crises de herpes genital frequentes, tomar 01 comprimido de
    zinco de 10 mg manipulado, 01 comprimido de totalvit complexo vitaminico encontrado nas
    farmacias santana e 02 comprimidos de aciclovir de 200 mg, obs. vc tem que tomar estes
    medicamentos todos os dias, assim vc não terá mais crises, pois eu tinha creses constantes depois que comecei fazer este tratamento já estou há 20 dias sem crises

  28. Oi gente…
    fui pesquisar os alimentos ricos na famosa Arginina. Infelizmente, me deparei com muitos alimentos essenciais em nutrição para o corpo, vejamos:

    Laticínios: Leite, queijo, iogurte e requeijão.
    Carnes: Aves, bovina, peixes e frutos do mar.
    Cereais: Arroz integral, sementes de girassol e sésamo e cevada.
    Frutas: Nozes, avelãs, uvas secas, coco, amêndoas, caju e amendoim.

    Além dessas categorias, a arginina pode ser encontrada também em chocolates.

    quero saber se alguém já retirou da alimentação esses alimentos e se melhorou as reincidencias de crises?

    • Oi Paty,

      Não é bem assim… é a proporção lisina/arginina.
      Por exemplo o chocolate, sementes, castanhas têm muito mais arginina do que lisina.
      Alimentos com muita arginina podem reativar o vírus segundo algumas pesquisas.
      Att,
      Edu

    • Olá Mykaele,
      Entre no meu site do livro:
      http://www.dosustoaosucesso.com
      Role mais para baixo na página e clique no botão “clique aqui para comprar”.
      Depois disso você poderá escolher para comprar através do PagSeguro ou do PayPal…basta seguir as instruções.
      Dá para comprar por várias formas de pagamento, as principais são boleto bancário ou cartão de crédito. É possível até parcelar.
      Abraços,
      Eduardo Rosadarco

  29. Olá, Eduardo.
    Descobri meu diagnóstico a menos de um mês. Como minha parceira havia me contado sobre sua condição, eu já sabia que poderia ser isso e tomei o antiviral durante um mês. Peguei apenas por fazer sexo oral sem camisinha. Pensava que o contágio era somente na penetração, sendo que eu havia usado camisinha no sexo com penetração.
    1- Meu médico me orientou a fazer o tratamento supressivo com Penvir, pois o resultado seria mais eficaz que com o Aciclovir. A vantagem deste último é que é bem mais barato que o Penvir. Você já ouviu falar nisso?
    2- Fiquei surpreso quando apareceram algumas manchas vermelhas na mão e no nariz, próximo ao olho. Não sei que cuidados tomar diante de uma situação dessas.
    3- Desde a primeira infecção até hoje, nunca tive os sintomas clássicos de bolhas seguidas de feridas. Sei que tenho o vírus porque o exame para HSV2 deu positivo. Porém, não sei se porque comecei cedo a tomar o antiviral, tudo que tive foram manchas vermelhas na glande. Depois, uma mancha no púbis e recentemente uma na mão e outra próxima ao olho. Mas nada de bolhas ou feridas. Ah, mas às vezes a região do púbis coçava muito! Ao mesmo tempo que fico nervoso de poder manifestar em outros locais, fico mais aliviado de nunca ter manifestado todos os sintomas.
    Já estou comprando seu livro.
    Abraço!

    • Oi Rafa,

      1-Sim. O Penvir é um remédio um pouco mais moderno que o aciclovir é possível que seu efeito seja um pouco melhor e sendo que você foi recém infectado talvez seja mais indicado. Mas o preço realmente é bem mais salgado. Faça como seu médico falou. Mais para frente você pode trocar pelo aciclovir sem problemas.
      2- Deve ser outra coisa? Não acho que esteja ligado ao herpes genital. Seu médico tem que olhar isso de perto.
      3- Normalmente aparecem bolhas sim… mas pode ser que em você a crise se manifeste mais fraca? É um pouco difícil eu te ajudar nisso, mas acho que com um pouco mais de tempo você vai conseguir reconhecer os sintomas.
      Obrigado pela compra…
      Abraços,
      Edu

  30. Mantive relações com uma garota com preservativos e por volta de 3 dias apareceram pequenas bolhas amareladas no local onde a proteção não cobria, estou com medo. Estou conseguindo consultas para datas bem a frente, será que contrair o herpes e seria alergia ao preservativo levando em consideração que tenho parceiro fixo e não uso proteção.?????????

    Nunca usei essa ferramenta de comunicação, desculpas se estou utilizando o procedimento errado!!!!!!!

    • Oi Mattos,

      Pode ser herpes genital sim, porém pode ser outras coisas também.
      Recomendo que você se abstenha de sexo por enquanto, até fazer a sua consulta e ter um diagnóstico correto.
      Se for herpes, não se desespere… eu sei que é ruim pegar isso, mas não é o fim do mundo e tem jeito de se adaptar.
      Abraços,
      Edu

  31. Olá Edu!
    Descobri o Herpes Genital há 4 anos durante um relacionamento mas havia adquirido em um relacionamento anterior, contei ao parceiro com quem estava e durante o relacionamento e nunca transmiti o vírus (pedi a ele que fizesse exames) mesmo algumas vezes não tendo usado preservativo. Agora terminamos e estou em um novo relacionamento e tomei medidas de prevenção como você sitou, exceto pela supressão e estou muito preocupada de ter transmitido a este novo parceiro! As chances são muito grandes por não ter feito a supressão?

    • Oi Camila,

      Segundo estudos, a supressão com antivirais pode diminuir ainda mais o risco de transmissão.
      Mas é o seguinte… se você não estava com sintomas ou uma crise presente, então a chance de transmissão assintomática é bem pequena.
      Abraços,
      Edu

      • Olá Edu! Realmente não estava com sintomas nem com crise…Muito obrigada pelo esclarecimento! Abraços, Camila

  32. sou emerson
    estou tomando o aciclovir 200mg a mais de um mes ja e nao esta dando resultado de melhora estou muito preucupado ja este mes vou encomendar seu livro sera q devo trocar pelo 400mg
    mg

    • Oi Emerson,

      Se não está melhorando em um mês, vc deve procurar um médico pois a herpes genital geralmente tem um ciclo de 7 a 12 dias para curar e pode ser outra coisa junto.

      Bom …Para tratamento supressivo com aciclovir a dosagem diária pode ser a seguinte:
      aciclovir- 200mg, 3x ao dia ou,
      aciclovir- 400mg, 2x ao dia.

      É sua primeira crise? Se for geralmente é mais forte mesmo e a dosagem tem que ser um pouco maior.
      De novo… recomendo que vc vá ao médico logo.
      Abraços,
      Edu

    • Oi Emerson,
      olhe… mesmo se vc não estivesse tomando o aciclovir, acredito que a herpes genital já deveria ter acontecido o seu ciclo e vc deveria estar sarado. Porém, se for a sua primeira crise, então pode demorar mais que o normal pois costuma ser bem mais forte.
      Vc já fez uma consulta médica para ver se não é outra coisa? O diagnóstico correto é muito importante.
      Em todo caso, se for herpes genital, vc pode tomar sim aciclovir 400mg, 2x ao dia até sarar.
      Abraços,
      Edu

  33. Oi, Edu!
    Agora na sequencia vou comprar o seu livro, achei seu blog só agora e gostei muito do seu jeito de escrever e da segurança que passa.
    Minha dúvida é a seguinte: que médico procurar?
    Eu recebi o diagnóstico de Herpes quando morava no exterior… foi uma barra, ter que entender, receber um monte de informações em uma língua que eu não conhecia muito bem! O fato é que lá eu tomei um remédio que eu não sei o nome e parecia q as crises estavam cada vez mais curtas, porém ainda acontecendo a cada 3 semanas mais ou menos. Quando voltei ao Brasil parei de tomar o remédio e agora tá piorando muito… as crises estão ficando mais frequentes e parece q os sintomas estão mais acentuados. Falei com meu ginecologista ele disse q a única coisa q posso fazer é tomar vitamina, q já tomo todos os dias. Ou seja, ele está MUITO desinformado! Qual especialista trata diretamente de sistema imunológico? Seria mais indicado eu procurar um dermatologista?
    Agradeço sua atenção.

    • Oi Luciana,

      Muito provavelmente você estava tomando um antiviral como o aciclovir quando estava no exterior.
      Realmente seu médico atual está bem desatualizado em relação a herpes genital.
      Isso mesmo… procure um bom dermatologista ou outro ginecologista.
      Abraços,
      Edu

      • Brigada por me responder. Enquanto não consigo um médico bom pra me ajudar estou lendo seu livro e hoje comprei o aciclovir 400mg para tomar. A herpes já estava me deprimindo, não vou permitir que um viruzinho deste tamanhinho atrapalhe minha vida!!

      • Por conhecidência acabei de encontrar a embalagem do remédio, era “APO-VALACYCLOVIR 500MG / VALACYCLOVIR HCL”, 1 comprimido 2 vezes ao dia por 3 dias. Você acha que é o mesmo aciclovir? Vc conhece algum outro mais parecido?

      • Oi Luciana,

        O tratamento convencional que a medicina prescreve para herpes genital, pode ser feito com três tipos de antivirais: Aciclovir, Valaciclovir e Fanciclovir (Penvir).
        Todos eles agem da mesma maneira contra o vírus. O Aciclovir é o mais usado (acredito que por ser mais barato), os outros são um pouco mais “modernos” e tem uma absorção melhor que o aciclovir, porém são bem mais caros.
        Abraços,
        Edu

  34. oi Edu tomo enax 2x ao dia durante 3 meses(todo ano),e uma vacina manipulada por um infectologista,recomendada por ele para tomar 1x na semana durante 2 anos seguido ,e ja faz 1 ano q não apresento mais nenhuma crise,sendo q eu tinha 1 x ao mes,recorrente,

    • eu gostaria de saber se vc conhece esse meu tipo de tratamento?e ja me recomendaram tomar capsulas de lisina diariamente.gostaria de saber sua opinião.Tenho esse vírua a 4 anos.obrigada abç.

      • Oi Ana,

        Como vc falou que faz um ano que não tem crises, então acho que não é necessário que vc tome lisina nem precisa fazer uso de tratamento supressivo com antivirais. Acho que no seu caso pode tratar só quando aparecer uma crise (tratamento episódico).
        Att,
        Edu

    • oi Ana,

      Interessante sobre a vacina… mas baseado somente na sua experiência é difícil dizer se é ela que está fazendo efeito ou simplesmente é o seu organismo que reagiu. Por exemplo… tem pessoas que passam por períodos de crises contantes mas depois essa fase acaba sem ter um fator determinante específico. Mas é claro que esta vacina também pode estar melhorando o seu sistema imune. Vc toma toda semana?
      Sabe qual é a composição da vacina?
      Ainda não existe vacina contra o vírus da herpes especificamente… por isso essa vacina que vc tomou deve ser para melhorar a resistência. Alerto porém que não encontrei nenhum estudo sobre a eficácia desse tipo de vacina.
      Att,
      Edu

  35. Eu comprei o livro Eduardo mais alguma coisa aconteceu porque o livro sumiu do meu celular. Ou parece que tem que salvar e eu não salvei por não saber como! Me ajuda por favor meu amigo.

  36. Oi, Edu!
    Ontem passei horas lendo todos os comentários no seu blog e tentando me confortar um pouco.
    Estou vendo que estão todos no mesmo barco, isso alivia um pouco.
    Peguei herpes há 2 anos, de um namorado, amigo da família, enfim: um crápula.
    Tomei nojo da cara dele, como pode alguém ter a coragem de contaminar outra pessoa assim, na cara dura? Qdo senti uns carocinhos q ardiam e coçavam, mostrei pra ele e o cretino fez a maior cara de paisagem, passaram-se dias e aquilo me dava desespero, até que procurei um médico q me diagnosticou. Foi mais na região da virilha e comecei a sentir aquele formigamento logo após uma relação sexual. Formaram-se carocinhos pequenos como picadas de abelha, mas não me lembro de bolhas ou feridas (ou talvez tenham estourado sem q eu percebesse). Usei aciclovir e sarou. Dois anos se passaram e, nesse período, uma ou duas vezes senti uma ardência/formigamento, que não evoluiu para as bolhas. Nesse tempo tb tive 1 bolha na boca, que eu já tinha antes de pegar o tipo 2. Não tomo vitaminha, nem nada. Vivo estressada, mas mesmo assim, graças a Deus não tenho crises de herpes.
    Mesmo assim, estou cada vez mais fechada, edu… sinto vergonha, medo de saberem, medo de me aproximar de qquer pessoa… qdo noto alguém se interessando por mim, já me sinto incomodada com a aproximação do momento da conversa. Não faria com os outros o que fizeram comigo, mas ao mesmo tempo, sofro demais com a possibilidade da rejeição. Já contei a uma pessoa, que entendeu e ficou comigo mesmo assim, mas não chegamos aos finalmentes, creio que tenha ficado com medo. Fico de coração partido pensando que a minha vida toda vai ser assim, nessa agonia, pelo menos até encontrar alguém q me aceite. Agradeço a Deus por não ter reativações do virus como vejo relatos aqui, tão frequentes. As vezes chego até a delirar achando q o médico se enganou e pode não ter sido isso, mas acho pouco provável… vou comprar o seu livro e gostaria mto de manter contato com pessoas que estejam vivendo o mesmo suplício emocional. Quem quiser e puder conversar comigo, me anvie e-mail lua.odem@gmail.com e desde já, obrigada pela atenção.

    • Oi Lua,
      Bem vinda ao blog.
      Vc tem sorte de não ter muitas recorrências, isto realmente é bom.
      Mas esse sofrimento emocional é normal para todos nós e costuma ser bem forte no início, quando descobrimos.
      Até agente aceitar a doença, conhecer todos os fatos e se adaptar a essa nova realidade demora um pouco. Mas tem como se ajustar a isso sim.
      Essa “cara de paisagem” que vc falou… também já vi.
      Ha… e eu também, em alguns momentos quando o intervalo entre as recorrências era maior, quase poderia acha que estava milagrosamente curado… falo isso no meu livro. Mas um pouco de tempo a mais e o “viruszinho” me fazia lembrar dele e voltar para a realidade.
      Estamos juntos… qualquer coisa escreva aí.
      abraços,
      Eduardo Rosadarco.

      • É verdade, o medo é mto grande… medo da rejeição, do preconceito… mas uma coisa é certa: só se relacionará conosco uma pessoa realmente especial e q goste verdadeiramente de nós. Se por um lado dificulta, por outro filtra possíveis futuros relacionamentos. Embora saiba disso, tem horas q é desesperador e parece mesmo um pesadelo.
        No meu caso, na primeira crise, demorou um pouco p sarar, já q não procurei o médico de cara pensando q pudesse ser uma alergia ou algo assim. E o cara q estava comigo, podendo me alertar não o fez e qdo voltei do médico, sequer perguntou o q era. Sendo assim, pela falta de reação, deduzo q o covarde sabia e se omitiu, coisa q não farei com ninguém.
        Aliás, essa é uma coisa q todos nós aqui temos em comum, a consciência de não expor o outro a esse mal q sofremos, o q já nos torna pessoas especiais, não é?
        Um abraço e mto obrigada pelo conforto. Vamos seguir a vida…

  37. Oi, Edu! Comprei seu livro hoje e já li inteirinho!
    Em primeiro lugar, quero te parabenizar pela sua generosidade em compartilhar conosco toda a sua experiência e estar sempre tentando ajudar nesse blog, mesmo a quem ainda não comprou o seu livro.
    Confesso pra vc q me fez chorar em alguns trechos, o primeiro foi qdo vc diz que muitas vezes nos tornamos bonzinhos ou tolerantes demais para compensar nosso “defeito”.
    Mtas vezes me pego agindo assim, aceitando coisas, me submetendo a pessoas q não estão se importando tanto comigo por pensar q hj tenho menos valor do que antes. Mas isso não é verdade! Hj tenho MAIS valor, pq sou uma pessoa mais consciente e mais madura.
    Além disso, aprendi todas aquelas lições que o herpes nos propicia aprender, infelizmente da forma mais dolorosa. Mas aprendi.
    É impressionante como nossas emoções são iguais. Por tudo o que eu li aqui no blog, todos nós passamos pelos mesmos sofrimentos, angústias e medos.
    Eu ainda continuo assustada, as vezes bate uma tristeza, eu choro… pra mim ainda é surreal acreditar que um homem (pq mulher é mto mais compreensiva) possa aceitar correr o risco pra ficar comigo. Talvez eu esteja subestimando o meu valor ou julgando errado e generalizando os homens, espero q eu esteja errada.
    Me identifiquei demais com a sua primeira consulta. Foi idêntico comigo. O Médico disse num tom como se eu estivesse com um resfriado. Quando perguntei como eu peguei, ele disse: “80% das pessoas tem isso (exagero), mas mtas nem sabem.” E, ao perguntar se iria voltar ele disse: “Ah, minha filha, pode não voltar, mas algumas mulheres tem toda menstruação”. E ponto. Eles realmente não nos dão a mínima, talvez mesmo pelo fato de estarem mto acostumados a coisas mais graves, mas falta sensibilidade.
    Estou me sentindo melhor após a leitura, mas ainda pretendo ler outras vezes.
    Acho que, qdo encontrar alguém q me aceite como eu sou e com o herpes, vou poder confiar que essa é uma pessoa digna do meu sentimento.
    Obrigada por tudo.
    Bjs.

  38. Olá Edu!
    Gostaria de deixar registrado o meu agradecimento à ti e ao trabalho que tens feito.
    Recebi o diagnóstico a pouco mais de um mês e fiquei desesperada.
    Em meio às lágrimas encontrei o seu blog e seu livro que li imediatamente. Confesso que ainda preciso ler novamente, uma vez que estava muito emocionada e não consegui absorver todas as informações, mas o mais importante de tudo é que com sua ajuda eu consegui me acalmar e entender a doença e que posso lidar com ela.
    Ainda estou assustada, principalmente porque o período que as lesões permaneceram foi maior daquele que todos falam, passados os 30 dias ainda vejo uma pequena bolha, indolor, mas está ali. Tomei aciclovir por mais de 20 dias, mesmo período em que usei o creme. Esta não é uma cicatriz conforme escrito no livro, certo? Tens alguma dica para me ajudar?
    Novamente, agradeço pelo trabalho que tens realizado, és um ser humano abençoado! GRATIDÃO é o que sinto por ti! Muito obrigada!!!
    Desejo muita saúde e sucesso pra ti e para sua família!

    • Oi Kelly,
      Muito obrigado! Bom saber que o meu livro te ajudou bastante!
      Pelo jeito vc teve uma forte primeira infecção e provavelmente seu organismo demorou um pouco para criar os anticorpos para combater o HSV.
      Pode ficar tranquila que se você tiver uma recorrência ela será bem mais fraca.
      Caso você note que ainda está demorando muito para sarar, aí seria melhor vc fazer uma nova consulta médica.
      Obrigado novamente pelo seu depoimento e qualquer coisa estou por aqui.
      Abraços,
      Eduardo Rosadrco

      • Olá Edu, ao retornar à ginecologista descobri que na realidade, a “bolha” que eu tinha era uma verruga. Graças a Deus não se trata de HPV ou alguma outra doença, mas apenas uma “pequena verruga” que desaparecerá com uma cauterização.
        Quando consultei, pedi à ginecologista para fazer um exame para saber o tipo da herpes, mas ela disse que era desnecessário. Qual a importância deste exame Eduardo Meu parceiro (que aparentemente não tem o vírus deveria fazer o exame de sangue? Novamente, obrigada pela atenção.

      • É assim… se vc fizer um exame IgG sem ser para tipo específico, e der reagente, significa que vc pode ter ou o tipo 1 ou o tipo 2. Como muitas pessoas tem herpes labial, é claro que o resultado será positivo nesse caso. Então o teste específico serve mais como uma comprovação e também para tirar a dúvida entre herpes labial e genital, já que o tipo 1 causa a herpes labial porém o tipo dois pode causar ambas, mas a grande maioria da herpes genital é pelo tipo 2.
        Também não adiantaria fazer agora se sua infecção é recente.
        E se vc já tem certeza de que tem herpes genital recorrente, então realmente talvez não seja tão necessário no seu caso.
        E sim… é bom seu parceiro fazer para ver se ele foi infectado. Algumas pessoas tem o vírus porém não apresentam sintomas.
        Att,
        Edu

  39. Olá Eduardo vi recentemente imagens e textos sobre herpes genitais e me recordo que na infância aos 13 anos passei por algo que acredito ter sido herpes ,os mesmos sintomas com as mesmas lesões, mais na época não fui ao médico. Era novo não sabia sobre o assunto, e achei que passaria com o tempo.
    Hoje 12 anos depois não tive recorrência do fato, o que você acha sobre o meu caso?
    Obs: Já estou procurando um médico.

  40. Ola Edu, me ajude por favor.
    Namoro a um mes e agora tenho certeza que encontrei a mulher certa, como posso falar sobre a Herpes sem acabar com meu relacionamento?

    • Oi Gledson,

      Cara… eu quero te ajudar, porém o assunto é extenso… por isso é que eu escrevi um capítulo inteiro no livro somente sobre como contar ao pareiro/a.
      Basicamente:
      – vc tem que estar bem informado sobre detalhes desta nossa doença.
      – escolher as palavras certas para não assustar ainda mais nessa hora.
      – treinar antes um pouco…
      – escolher o local certo
      – como está o humor da parceira na hora?
      – manter o controle emocional.
      – mostrar que vc é responsável com isso e se preocupa em relação à transmissão. Isso passa confiança.

      Bom .. tem um “roteiro” detalhado no livro com o que falar/ não falar e como fazer isso para diminuir ao máximo o risco de rejeição.
      Abraços,
      Eduardo Rosadrco

  41. ola caro edu, estou passando por essa fase, ando muito angustiado minha auto estima esta sempre pra baixo …nao sei lidar com o problema ainda ,espero que me ajude ! abracc

    • Oi Cleverson,

      Como vc pode ver aqui no Blog, vc não está sozinho.
      Tem muitos relatos parecidos com o seu.
      Quando agente descobre isso tem um impacto emocional muito grande. É normal.
      Eu escrevi um livro que garanto que poderá te ajudar muito a entender tudo e lidar com a herpes genital.
      O assunto é muito grande para entrar em todos os detalhes com vc por mensagens… por isso coloquei toda a minha experiência e pesquisa no livro.
      Se vc ler aqui no blog também tem muitas respostas minhas que irão te ajudar também.
      Qualquer dúvida mais específica me avise por aqui.
      Um grande abraço e fique bem… tem jeito de se adaptar a isso e viver normalmente sim.
      Abraços,
      Eduardo Rosadarco

      • obrigado pelas palavras de conforto, isso é uma grande ajuda vindo de alguem com tanta experiencia..um amigo que deus colocou na vida de todos aqui ! eu queria comprar seu livro, como faco? ..que Deus guarde vc e sua familia ! abracc

      • Olá Cleverson,
        Para comprar meu livro é fácil…faça o seguinte…
        Entre no meu site do livro:

        http://www.dosustoaosucesso.com

        Role mais para baixo na página e clique no botão “clique aqui para comprar”.
        Depois disso você poderá escolher para comprar através do PagSeguro ou do PayPal…basta seguir as instruções.
        Dá para comprar por várias formas de pagamento, as principais são boleto bancário ou cartão de crédito. É possível até parcelar pelo PagSeguro.
        Abraços,
        Eduardo Rosadarco

  42. Olá Edu! Tive a primeira crise faz um mês, isso quer dizer que tenho o virus apenas há um mês ou posso esta com ele já faz um tempo e só apareceu agora ? Obrigada

    • Oi BR,

      Dá para tentar ter uma ideia da seguinte maneira…
      Se a primeira crise que você teve foi BEM forte, então isso pode significar que vc se infectou recentemente.
      Por outro lado, se ela não foi muito forte, então é provável que sua infecção foi mais antiga e vc já tem anticorpos.
      Mas nem todos conseguem saber exatamente porque para algumas pessoas a primeira crise pode não ser forte ou nem existir.
      Não foi o meu caso… eu tive uma forte primeira-infecção.
      Abraços,
      Eduardo Rosadarco

  43. Caro Edu,
    seu livro me ajudou muito, fui diagnosticado em abril, e na minhas crises depois que as bolhas desapareçem,(faço compressas com gelo e tem me ajudado muito inclusive as bolhas em si diminuem e quase que não eclodem)mas em compensação tenho ardencia na uretra quando acumula-se urina na bexiga e tenho que urinar,e tenho sentido dores na região lombar e musculos internos das coxas,estes ultimos sintomas melhoram com minhas caminhadas, mas a ardencia ao urinar as vezes persiste, já pensei em outro tipo de infecção mas quando a crise passa não sinto mais nada ao urinar e acho que se fosse outro o motivo deste sintoma persistiria. vc com sua experiencia o que acha?
    Abraços agradecidos e fraternos.

    • Oi JAC,

      Que bom que vc gostou do livro.
      Bom… eu tive bastante ardência ao urinar, mas foi somente na primeira crise.
      Nas recorrências eu não tenho.
      Ardência ao urinar pode ocorrer mais para mulheres se existirem lesões abertas na vagina.
      Mas realmente não é um sintoma muito comum de uma recorrência.
      Acho que se acontecer novamente na próxima crise então vc deve ir ao médico para ele avaliar seu caso específico.
      Abraço,
      Edu

  44. Ola Edu, estou com meu companheiro +- 1 ano e tem mais ou menos uma semana que ssenti um desconforto na região anal, procurei na internet o que poderia ser e é herpes genital… Estou na fase das úlceras e estou usando a pomada do aciclovir. Tenho medo de falar com meu companheiro, mas tenho certeza que peguei dele e que ele sabe que tem e finge não saber ou ligar.
    Não quero tbm contar pra minha família pois irão me recriminar e querer separar tudo que é meu.
    Estou com mta vergonha e medo.
    Vou ver se consigo comprar o aciclovir em comprimidos amanhã e usar junto com a pomada pra ver se isso some logo, poia estou sentindo mto desconforto.
    Estou pensando em terminar meu relacionamento por não ter mais confiança nele.
    Tenho que tomar coragem e conversar sobre isso com ele. Somos muito jovens e ele é mto imaturo. Tomara que eu não tenha muitas crises e que essa acabe logo, pq não estou aguentando.
    Minha sorte é que ele esta passando essas semanas em outro lugar, senão não sei como seria…
    Obg por me dar esse espaço pra desabafar! Abç

    • Oi Stephanie,

      Acho importante vc conversar com ele sim.
      Herpes genital não é o fim do mundo mas tem que ser levada a sério, principalmente para não transmitir a ninguém.
      E com alguns pequenos ajustes da nossa parte isso pode ser evitado.
      É importante também vc fazer uma consulta médica.
      Esse negócio de separar as suas coisas é uma coisa errada e que não teria necessidade alguma.
      Att,
      Edu

  45. Olá… eu tenho 21 anos e contrai o vírus do Herpes Genital.
    Tive relação com 5 homens até Maio/2014 e nunca tive nada, sempre fiz os exames ginecológicos regularmente e nunca foi constatado nada. Neste mês conheci uma um homem e tive relação sexual com ele no dia 02/08, com preservativo mas fizemos sexo oral um no outro, e tivemos outros encontros, mas sempre com preservativo. No dia 06/08 comecei a notar uma vermelhidão e ardência nos grandes lábios, que só piorava no decorrer dos dias até que no dia 13/08 notei que saiu uma bolha que eu não aguentava nem tocar, que doía muito, não aguentava fazer xixi e nem tomar banho que ardia. No dia 08/08 procurei minha ginecologista, ela examinou e disse que parecia uma DST, mas não poderia confirmar qual era e pediu pra eu fazer exames de sangue e ginecológicos, eu fiz o exames de sangue no dia 08 mesmo, ja sairam os resultados dos exames de sangue, não entendi mto a diferença do IGG e IGM, pq ainda não fui na médica pra mostrar os resultados, mas ja deu pra entender que deu “POSITIVO”, eu chorei muito, ja me desesperei… pensei em muitas coisas ruins. Marquei meu retorno com a minha ginecologista, mas só para o dia 01/09. Ja pesquisei muito na internet a respeito da doença e li o seu livro “DO SUSTO AO SUCESSO – HERPES GENITAL & RELACIONAMENTOS”. Estou um pouco mais tranquila depois que li esse livro, mas ainda estou um pouco abalada psicologicamente, nunca imaginei ter uma DST, muito menos pegando uma doença através do sexo oral, mas mesmo assim não posso acusar ninguem, provavelmente foi essa pessoa que conheci recentemente que me passou, pq foram 4 dias depois para iniciar os sintomas, mas como pude ver no livro e em alguns sites que o vírus pode ficar encubado por algum tempo. Acho que a rejeição de outras pessoas é o pior, pq a doença em si não afeta nossa saude consideravelmente, sempre teremos crises, mas que podem ser controladas. Tento ve isso Pelo lado positivo e ve que poderia ter pego algo pior que pudesse me matar aos poucos. Mas ainda sinto vergonha disso, do desgosto que dei a minha mãe que sempre fez de tudo por mim.
    É muito complicado… o psicológico mexe muito com a gente e ainda não estou recuperada totalmente desse baque. Marquei uma consulta com um psicologo, nada melhor que um profissional para me ajudar. Mas já vi muitos falando como se cuidar e irei tomar todos os cuidados possíveis para não transmitir isso e nem ter crises. Como vi em um site “Não é porque vc ganhou esse presentinho de troia, que ira sair distribuindo por ai”.

  46. OI EDU, EU TAMBÉM PEGUEI HERPES DO MEU MARIDO POR INFIDELIDADE CONJUGAL, E ELE TRANSMITIU PARA MIM NÃO EM CONTATO SEXUAL DIGO, PENETRAÇÃO E SIM NO ATRITO DA FERIDA NA MINHA REGIÃO PUBIANA.ATÉ HOJE SOFRO COM CRISES DE RECORRÊNCIAS.A PRIMEIRA FOI DAS BOLHAS QUE SE ROMPERAM, AS SUBSEQUENTES SÓ SÃO TIPO ASSADURAS NA REGIÃO DA COXA COM ARTICULAÇÃO COM A VIRILHA, E ÁS VEZES COCEIRA NA REGIÃO PRÓXIMA AO CLITÓRIS.FICO COM MEDO POIS ANTES DE DESCOBRIR QUE TENHO ESSA MALDITA DOENÇA MEU EXAME PREVENTIVO DO COLO DE ÚTERO DEU ATIPIA EM CÉLULAS, PROVAVELMENTE NÃO NEOPLÁSICAS MAS GRAÇAS A DEUS DEPOIS DEU NORMAL MAS A MÉDICA DISSE QUE ESTOU COM ACIDEZ NO CANAL VAGINAL E ME PRESCREVEU UMA POMADA TIPO GEL. A HERPES AUMENTA A ACIDEZ? VOCÊ JÁ TEM CONHECIMENTO DA VACINA TERAPEUTICA EM EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO AGENUS, QUE DIMINUI EM 34% A INCIDÊNCIA DAS CRISES DE HERPES?QUERO SABER SE TEM COMO PARTICIPAR DA EXPERIÊNCIA E SE TEM COMO COMPRAR PARA MIM.

    • Oi Patrícia,

      -Eu nunca li sobre uma relação entre a herpes genital e a acidez da vagina, então acho que não ocorre.
      -O vírus da herpes genital não está ligado ao câncer de colo do útero, na verdade é o vírus HPV que pode causar.
      -Não conheço esta vacina e nem posso recomendar. Ainda não existe vacina específica para o vírus da herpes.
      É melhor vc falar com seu médico antes de tomar qualquer “vacina”.
      Att,
      Edu

  47. Ola Edu. Gostaria de saber , qual remédio usar para cicatrizar e sumir as lesões causadas pela Herpes, tou tendo problemas devido ter pouco tempo com o vírus e ter varias recorrências nesse curto período. eu tento ficar calmo mais as marcas das cicatrizes me deixa angustiado pq não faz eu esquecer que tenho esse maldito vírus nem por um instante. agradeço qualquer informação.

    • Oi Elder,

      Para mim não costuma ficar marca depois da cicatrização.
      Mas é o seguinte…eu já tentei várias coisas e para mim depende do tamanho da crise. Quando ela é bem pequena ou as bolhas estão espaçadas, procuro somente manter o local seco e deixar criar a casquinha.
      Quando surge uma bolha um pouco maior ou mais agrupadas, eu ás vezes coloco um pó cicatrizante ou somente um algodão para absorver o líquido.
      Abraços,
      Edu

  48. Vlw Edu Minha Próxima recidiva, vou fazer o teste do Algodao, as cicatrizes de minha primeira e segunda crise sumiram com o Óleo de Rosa mosqueta porem é um mês fazendo o uso ate sumir as cicatrizes , o problema é continuidade dos vírus e a cor de meu Tecido Genital. mais Graças a ao uso que estou fazendo De Lisina as duas ultimas crises foram bem fracas com manchas bem menores que as de costume , mais porem não deixa de ficar marcas.

  49. Olá, tenho 19 anos e estou vivendo essa tristeza agora, descobri faz pouco tempo e estou péssima, não tenho animo para nada (no caso, isso não faltava), só penso em me matar e a vergonha que sou para meus pais e meus depois de tudo isso, eu ainda tento achar algo bom mas quando lembro da minha nova realidade me dou de cara com uma tristeza sem fim.

    • Oi Tanya,

      Eu também passei por uma tristeza muito forte quando descobri que tinha pego herpes genital. Assim como você, fiquei arrasado naquela época.
      Mas posso te dizer com confiança que apesar deste impacto no início, a herpes genital não é o fim do mundo como parece.
      Com o tempo você vai se adaptar e com apenas alguns ajustes dá para levar uma vida normal.
      Por isso, mantenha a calma… você não está sozinha. Sei bem como vc se sente.
      Você não é uma vergonha para seus pais, esse vírus é que é traiçoeiro. Eu também me infectei bem novo como você.
      Espero que o meu blog te ajude e se quiser tem também o meu livro… recomendo muito.
      Muita força para você!
      Att,
      Edu

  50. Tenho uma dúvida. Minha namorada teve uma crise de herpes genital diagnosticada pela ginecologista. Eu nunca tive a crise (febre, vermilhidao, coceira e as bolhas). Meu urologista me mandou fazer o exame IGG e IGM para Herpes Simplex tipo I e II. Deu IGG positivo e IGM indeterminado. Gostaria de saber, eu tenho Herpes Tipo II? Existe exame especifico para Herpes Tipo II? Será que fui eu que transmitiu pra minha namorada? Caso tenha sido eu, como é possível transmitir se usava camisinha e não tinha crise e nem os sintomas?

    • Olá Igor,
      Respondendo suas perguntas…
      – existe sim exame específico para o tipo de vírus HSV 1 ou 2. Como seu exame deu positivo, sabemos que vc tem um dos dois tipos, porém vc disse que nunca teve crises, nem genital nem oral?
      Então fica difícil nesse caso saber se sua infecção é oral ou genital. Herpes genital pode ocorrer pelos dois tipos de vírus, porém é muito mais comum pelo tipo 2.
      – Se a infecção de sua namorada foi mais forte, isso pode indicar que é uma primeira infecção, se foi assim, então ela se infectou recentemente.
      – a chance de transmitir sem sintomas existe mas é bem baixa, e com preservativo ela diminui ainda mais, porém no caso de herpes genital, o preservativo não cobre todas as áreas onde o vírus pode estar presente na pele. Outra possibilidade é vc ter herpes labial e ter transmitido o vírus hsv tipo 1 para os genitais dela. Não é o local de preferência dele, e é menos comum, mas também isso pode ocorrer.
      Att,
      Edu

      • Correto Edu. Eu nunca tive lesões, apenas a minha noiva que teve as vesículas a uns 6 meses e foi bem agressiva, no entanto, não aconteceu novamente. Meu urologista disse que não havia um exame pra saber se tenho a herpes virus tipo 2 já que não possuo lesões. Gostaria de saber se tenho o vírus tipo 2, qual seria o exame de sangue que deveria fazer? E se a tipo 1 é transmitida por saliva quando assintomática, o vírus tipo 2 seria transmitido de que forma se não há lesões e se fez uso de camisinha? Qual tipo de fluido transmite se não há lesões? O fato dela não ter tido novamente a crise pode ser um sinal de que foi o vírus tipo 1 a infectou na região genital? Obrigado pela ajuda e peço desculpas pelas perguntas mas estou com minha vida parada a 6 meses.

      • Oi Igor,

        O exame existe sim. Você tem que fazer um exame IgG para “tipo específico de vírus HSV”.
        Faça uma pesquisa em sua área para ver qual laboratório faz. Tenho certeza de que vc irá encontrar um que tem.
        – Se não tem lesões e usando camisinha, eu diria que a chance do vírus tipo 2 passar é bem baixa. Difícil mesmo.
        Porém, por exemplo, pode aparecer crises na virilha, no ânus, no saco, ou seja em áreas onde a camisinha não cobre. É possível ter uma lesão pequena e nem perceber se não olhar bem antes do sexo.
        Claro que não posso dizer que este foi o seu caso, mas é possível.
        – o vírus tipo 1 costuma criar bem menos recorrências nas genitais (estatisticamente comparando com o tipo 2) por estar fora de seu local de preferência.
        Igor, o mais correto é vocês dois fazerem o teste IgG – para tipo específico. Espero que vc encontre um laboratório que faça.
        Depois se quiser avise aqui o que deu… fiquei até curioso. :)
        Abraços,
        Edu.

  51. Olá Eduardo,
    Estou com dificuldades em achar um laboratório no Rio de Janeiro que faça o exame especifico para hsv 2. Mesmo com o encaminhamento do médico, os funcionários do laboratório desconhecem tal exame. Apenas sabem sobre o exame para tipo 1 e 2. Caso exista alguém do fórum que tenha feito o exame especifico para hsv 2 no RJ, por favor me passe o nome do laboratório. Obrigado

  52. Descobri q tenho essa doença à pouco tempo
    Queria saber se posso ter filho, pois me casei recente e quero saber se posso engravidar sem passar pro meu BB.

    • Oi Clarisse,

      Pode engravidar e ter filho sim!
      O risco maior é se aparecer uma crise na hora do parto, e mesmo se isso acontecesse, o seu médico então poderia fazer uma cesariana para evitar o risco de transmissão ao bebê.
      Portanto, é muito importante contar ao seu médico sobre a herpes genital e ele tomará as precauções necessárias.
      Se quiser aprender mais detalhes, recomendo muito o meu livro… tem um capítulo sobre herpes genital e gravidez além de muitas outras informações fundamentais.
      Abraços,
      Eduardo Rosadarco.

      • Olá Eduardo,
        Consegui fazer o exame Herpes Simples Tipo 2 IGG que deu NÃO REATIVO. Nao apareceu nenhum valor, apenas NAO REATIVO com aqueles parâmetros q vai até um 1,10 orientando abaixo do não reativo.
        – Isso significa que nao possuo o HSV 2 e sim o HSV 1, pois meu exame pra Herpes Simplex Tipo I e II, correto?
        – Ela não fez o exame, mas agora dps do resultado do meu imagino q ela apresentou as lesões genitais devido ao HSV 1 já que meu teste o resultado foi NÃO REATIVO!
        Eu ainda não levei o exame ao médico mas confesso q apenas em ler o resultado, senti uma grande alegria! Obrigado pela ajuda! Eu acho q ninguém entende mais sobre essa doença do q vc, pois as informações que tive dos médicos são desastrosas e vc realmente domina tudo sobre o assunto! Desejo muito que os cientistas encontrem a cura, pois apesar de nunca ter tido lesões, sei os impactos psicológicos que a Herpes causa nas pessoas.

  53. Boa noite. Recentemente contrai herpes genital. Gostaria de saber se,quando o vírus não estiver ativo,ou seja,sem as lesões,ao fazer sexo sem camisinha eu transmitirei a doença para outra pessoa?

    • Oi João,

      Se o vírus realmente não estiver ativo, ou seja, se ele estiver em estado latente no gânglio, ele não transmite.
      O problema é que existe a transmissão assintomática que é quando o vírus está ativo porém não manifesta sintomas.
      Esse tipo de transmissão tem uma chance baixa de acontecer, mas infelizmente existe um pequeno risco.
      att,
      Eduardo Rosadarco

  54. Eduardo,
    Gostaria de perguntar quais são as particularidades da herpes genital causada pelo HSV 1.
    – Existe recorrências de crises uma vez que a região genital não é a preferida do vírus?
    – Existe algum tipo de complicação para a gravidez sendo o vírus HSV 1?
    – Se existe recorrências, o vírus pode ser reativado pelo sexo oral mesmo não havendo lesões aparentes, apenas pela saliva?
    Desde já agradeço os esclarecimentos.

    • Oi Igor,

      Como eu explico em detalhes no livro:
      – como o vírus está fora de sua área de “preferência” ele causa menos recorrências.
      – a complicação em relação a gravidez é a mesma do HSV 2.
      – Diversos fatores podem reativar o vírus, mas a saliva não é um deles, ou seja, a saliva no sexo oral não ativa o vírus genitalmente pelo que sei.
      Abraços,
      Edu

  55. Olá Edu, semana passada apareceu uma bolha, até achei que fosse espinha, mais fui ao médico essa semana e fui diagnostica com Herpes genital, nunca tive isso e faz um ano que não tenho relação. Estou tomando o Aciclovir de 400mg 3 x ao dia tem três dias e ainda sinto uma leve ardência e se encostar sinto um pouco de dor. É normal isso? Preciso separar meus talheres, apesar de nunca ter tido herpes labial? E quanto minhas roupas precisam ser lavadas separadas? Obrigada pela ajuda!

    • Oi Tamara,

      Herpes genital só transmite através de sexo genital com atrito pele-pele. Portanto, a herpes genital não vai passar pela boca. Não precisa separar talheres nem suas roupas precisam ser lavadas separado porque o vírus morre facilmente no processo. Não vai passar pela roupa não.
      Acho que seria importante vc ler o meu livro para vc se informar bem sobre esta nossa doença.
      Atenciosamente,
      Edu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s