Vitaminas para fortalecer o Sistema Imunológico contra a Herpes Genital

Todos devem saber que um Sistema Imunológico forte é muito importante para manter o vírus da herpes genital em estado latente (dormente).
E para atingir isso, o básico é uma boa alimentação, exercícios físicos de forma regular e controlar o stress emocional.
Porém, além disso, uma suplementação com vitaminas diariamente também é fundamental.
Dependendo do estilo de vida que agente leva e do tipo da alimentação diária, fica muito difícil de obter todos os minerais e vitaminas necessários para um bom funcionamento do nosso sistema imune.
Sempre procuro por boas ofertas de suplementos de vitaminas e aproveito aqui para colocar o link da promoção da Drogaria Onofre.
Este Suplevit com 60 cápsulas está com preço muito bom no momento. Vale a pena comprar uns dois de uma vez e ficar um bom tempo abastecido.

Clique na imagem para ver a promoção…

Abraços,
Eduardo Rosadarco

Ps: Se você tem alguma condição especial de saúde, consulte seu médico antes de tomar suplementos.
E siga as orientações da bula.

Anúncios

34 respostas em “Vitaminas para fortalecer o Sistema Imunológico contra a Herpes Genital

  1. Esse suplemento tem lisina tb na composição? Tomei 30 cápsulas de lisina manipulada 500g durante um mês e foi ótimo. Vcs tomam lisina direto ou precisa intervalar? Tem algum risco?

  2. faço uso de polivitaminicos e tambem de vitamina D em liquido e posso dizer que diminuiu muito as minhas crises, mesmo assim não estou deixando de tomar o aciclovir mas as vezes deixo de tomar alguns dias e tudo bem … sem crises recorrente estou a quase um ano sem crises.

  3. Olá, li isso nesse site (http://cmmc.med.br/tire-suas-duvidas/herpes/) :
    “O sistema imunológico pode reagir contra a infecção e a pessoa assim adquire imunidade duradoura contra a doença, não a manifestando nunca (infecção primária assintomática) ou não voltando a manifestá-la (infecção primária sintomática). É o que acontece com a grande maioria dos infectados pelo vírus do herpes.
    O organismo pode ter uma receptividade especial e manifestar a doença várias vezes no decorrer da vida (infecções recorrentes). A freqüência das recorrências é bastante variável e o intervalo entre os episódios pode ser de semanas, meses ou até anos.”

    É verdade que a maioria das pessoas adiquire essa imunidade duradoura? E nao volta a manifestar o sintomas? Pelos comentarios que li por aqui me pareceu que a maioria das pessoas tem crises recorrentes e bem frequentes. Mas talvez seja pq são essas pessoas que mais procuram o seu blog ne? Descobri a dois dias a doença e to torcendo pra fazer parte do percentual de pessoas que não volta a apresentar esses sintomas. 😦
    Tenho 21 anos, me alimento bem, não tenho grandes problemas emocionais e quase nunca adoeço..

    • Oi Camila,
      Falo sobre isso no meu livro…A imunidade contra o vírus HSV é desenvolvida em todas as pessoas que entram em contato com o vírus. Aliás o nosso organismo cria anticorpos muito eficientes em fazer isso. O problema é que da maneira como o vírus se “esconde” no organismo, ele consegue evitar os anticorpos e de vez em quando se reativar e criar uma crise.
      Abraços,
      Edu

      • Edu, qual site você recomenda para comprar a lisina? E qual a dosagem você recomenda para quem tem crises muito frenquentes?

      • Olá Eduardo , gostaria de fazer parte deste grupo. Acabei de saber que contraí esta doença a 10 dias e meu ginecologista me passou Valacyclovir HCL 500 mg 1x por dia, sendo q hoje e meu 4 dia tomando. Acabou fazendo minha menstruação adiantando, pensei q fosse hemorragia, está pouco diferente. Bom como todos estou muito assustada, c raiva e confusa, pois sou casada a 15 anos. E possível o vírus estar no meu corpo adormecido por 15 anos? Meu marido me confessou q a 3 anos fazendo uma viajem a trabalho foi a um striper club aqui no USA(moro aqui), ele e uma dançarina acabaram tenda carícias e beijos ( n quer contar detalhes) por isso fico confusa, talvez eu tenha já o vírus por mais de 15 anos ou ele acabou pegando desta mulher e passando p mim. Estou c muito medo, confusa vergonha e raiva. Sinto meu corpo diferente, tremo todo tempo e tenho dores nas Costa e cabeça. Será q e por causa do vírus? Se tenho o vírus a 15 anos como n passei p meus filhos no nascimento? Em 2010 e 2014 tive um stresse violento passei por um câncer e tive que retirar minhas duas mamas. Como que n apareceu o vírus naquele ano pois minha immunity estava baixíssima. Por favor se puder me responder agradeço!!

      • Oi Rosana,

        Existem casos de pessoas que nem sabem que tem o vírus. Isso realmente acontece porque para alguns o vírus não parece criar recorrências ou elas são tão fracas que eles confundem com outra coisa (aí existe muito risco de transmissão). Somente quando existe alguma baixa significativa na imunidade é que descobrem o vírus.
        Mas não posso dizer que esse é seu caso.
        Bom… se sua primeira crise foi bem forte, então isso pode significar que a infecção foi recente pois vc não tinha ainda anticorpos estabelecidos. Por outro lado, se sua primeira crise foi mais fraca como uma recorrência, então isso pode mostrar que vc já tinha anticorpos e foi infectada no passado.
        Infelizmente em alguns casos fica difícil saber se pegou recentemente ou se infectou a muitos anos.
        – na hora do parto, o vírus só irá transmitir se existir uma crise ou sintoma ativo no momento, o que levaria o médico a fazer uma cesariana.
        Abraços,
        Edu

  4. Olá Eduardo! Tudo bem? Conprei o teu livro e ele tem me ajudado muito a aceitar esa minha condição. Vi que vc também é de Curitiba! Você tem algum médico infectologista para indicar? Grata.

    • Oi La,
      É muito bom saber que o livro está te ajudando.
      – olhe… na verdade eu não vou mais ao médico por causa da herpes genital há muitos anos porque eu já tenho isso bem resolvido ha muito tempo. Por isso não tenho como te indicar nenhum bom médico recentemente.
      Legal que vc é daqui… quem sabe um dia agente se esbarra por aí? RS 😉
      bjs
      Edu

  5. Oi Ed estou grávida sera sim poço toma lisina estou com 4 meses, faz 10 anos que tenho herpes genital estou um pouco aflita com tudo isso , tenho medo de passa pra meu bebê . ed adorei esse grupo bjs

    • Converse com seu Obstetra, não risco de infecção no útero, apenas no nascimento, considere fazer um cesariana, muito mais seguro para o seu bebê não contrair o vírus.

  6. Bom dia,há algum risco de tomar lisina todo os dias,tomo há mais de oitos meses,mas confesso que estou com medo,te medo de afetar alguma coisa!!

  7. eu a pouco tempo contrai acredito fielmente ter pego do meu ex namorado pq no dia em que fui embora da casa dele eu senti, e quando veio ela veio de forma violenta tipo de me castigar ao andar e fazer coisas normais no dia a dia, tive que tomar aclicovir quase que direto. Soube que zinco, vitamina c e magnesio são muito bons no combate. soube de relatos de pessoas que ficaram anos sem ter crises, eu ganhei uma caixa de amosta gratis do suplimento Mobiflex são saches que são comsumidos 1 vez ao dia e que contem vitamina c, vitamina E , magnesio, e zinco. Porem usarei eles só por um tempo, pois eles trabalham tbm para articulaçoes o que não é meu caso, não quero resolver um problema e pular pra outro. portando pretendo comprar um multivitaminco de vitamina c com zinco. O que vc acha? que é melhor esse tipo de medicamento ou a lisina?

  8. Boa noite. Muito bom esse espaço para relatos e dúvidas! Eduardo gostaria de saber se quando eu sentir a sensação que uma crise está se ativando (podrones) eu tomando um antiviral,lisina entre outros. Eu consigo evitar as bolhas ?? Obrigado pretendo comprar seu livro!

    • Oi Rc,
      Sim é possível.
      Eu mesmo, quando começo a sentir as prodromes, já começo a tomar o antiviral. E muitas vezes aconteceu de a crise não progredir para as bolhas ou pelo menos ser menor.
      Ajuda com certeza mas não é toda a hora que irá evitar por completo.
      Abs
      Edu

  9. Usei a equinacea + lisina como vi muuuitos feedbacks psiivos, mas me deu muitaaa náusea. Alguém conhece algum que nã otenha tantos efeitos colaterais digestivos?

  10. Oi Edu!
    Tenho 21 anos e descobri seu livro e blog no pior momento de desespero. Fui “diagnosticada” em uma crise de herpes há quase 3 meses. Tive o susto, a vergonha e a decepção porque eu não tinha nem perdido a virgindade. Fiquei muito mal pelo fato de breves minutos do que nem se concretizou de fato com um sexo oral, me deixar com uma marca eterna. Não tive mais crises desde então, e estou bem, feliz e devido informações lidas, tranquila sem ver a herpes como o bixho de 7 cabeças que vendem, mas que nem de longe o é. Assim que possível, comprarei o seu livro. Gostaria de fazer alguns questionamentos: estive muito mais tempo exposta beijando a pessoa do que, como citei, no quase sexo oral. A manifestação foi apenas genital. Há a possibilidade de eu ter a labial e ela não ter se manifestado ainda? É possivel que seja a herpes que mais propriamente, se aloja na genital? Quando perdi a virgindade não estava em crise, mas fiquei com muito medo de contaminar quem era, até então, meu companheiro, e não permiti o oral. Os riscos fora de uma crise, ao receber oral, são tão gritantes quanto se fossem numa relação sem camisinha? Senti falta imensa do oral para melhorar o ato, mas optei pela integridade do meu parceiro. Força com o blog e obrigada desde já! Forte abraço!

    • Oi Gabs,
      É difícil dizer. Somente fazendo um teste para tipo específico de vírus.
      Se vc tem certeza de que pegou por um sexo oral pois era virgem, então é mais provável que seja Herpes genital pelo tipo 1.
      Mesmo assim, se vc não tiver sintomas nem crise pode fazer sexo oral. Mas tem que ter certeza de que não tem nada.

      Pois é, como vc falou vc beijou bastante mas não pegou a herpes labial (o que seria mais provável se ele tivesse com uma crise labial). Então fica a dúvida realmente.
      Veja se consegue fazer um exame IgG para tentar esclarecer isso.
      Abs
      Edu

  11. Edu, boa tarde,
    Gostaria de saber se esse medicamento Resist da Aché, é utilizado só para prevenir o HVS-1 ou também funciona com o HVS-2, pois estava lendo a bula é só fala do HS-1?
    Obrigada,
    Cel

      • Edu ,depois de muito procurar por algo encontrei seu blog ,tenho herpes a 4anos até hoje me pergunto de quem peguei será era do meu namorado q no caso naquele ano era o atual ou se era do ex ,sei q foi algo q destruiu minha vida até hoje minha alto estima anda lá embaixo ontem mesmo pensei q estaria entrando numa depressão me fazendo questionamentos de quem vai querer alguém contaminada com esse vírus para piorar tenho praticamente duas crises por mês . Tomei o aciclovir não adiantou muito não a praticamente um mês parti para lisina estou me sentindo um ratinho de laboratório tudo q vejo falar q é bom tomo ,minha preocupação é as sequências de crises .Por favor me ajude

      • Oi Daniele,
        Vamos lá…
        -Ás vezes é difícil saber de quem se pegou o vírus pois ele pode se manifestar somente muito tempo depois. Porém se sua primeira crise foi forte, isso indica que a infecção foi recente. Fora isso, somente se vc conversar com seus antigos parceiros para ver se eles não te contaram ou se não sabiam (meio improvável).
        – Esses seus pensamentos de que ninguém vai te querer com esse vírus é bem normal. Eu mesmo já pensei isso também. O medo de rejeição e o medo de transmitir são difíceis de superar principalmente no início. Mas posso te dizer com segurança que esses cenários que agente cria na nossa mente são muito piores do que na realidade.
        – Vc já tem há 4 anos então é importante vc tentar se adaptar melhor a isso para que essa doença não te atrapalhe mais na sua vida daqui pra frente. E pelo que vejo, no seu caso a primeira coisa é tentar diminuir as suas crises frequentes. Minha sugestão… continue com o tratamento supressivo do aciclovir (tem que insistir um pouco), também continue com a lisina (1000mg/dia), e aliado a isso, é importante dar um suporte para o sistema imune funcionar bem, ou seja, mais do que nunca agora é importante cuidar da saúde em geral: alimentação, sono, exercícios, evitar o stress emocional, etc. Um suplemento de vitaminas pode te ajudar. Também faça um exame de sangue, urina e fezes completo e marque uma consulta com um médico para ele avaliar os resultados, pois sempre é bom avaliar se existe algum desequilíbrio. No caso das mulheres a menstruação pode reativar o vírus por que enfraquece o sistema imunológico, então repare se este é o caso e se for, peça para seu ginecologista algum método para suprimir a menstruação por um tempo, como por exemplo o DIU Mirena, mas isso tem que ser avaliado por vc e pelo seu médico pois cada pessoa é um caso específico.
        Sem compromisso mas tudo o que escrevi acima está em detalhes no meu livro (e-book) e garanto que ira te ajudar muito, inclusive também com a parte psicológica e como falar com o parceiro.
        Espero que vc fique bem Daniele.
        Abraços,
        Edu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s